Fatores associados à prevalência de DTM em adolescentes e adultos

Authors

  • Camilla de Aguiar Universidade Federal de Pernambuco
  • Lohana Maylane de Lima Universidade Federal de Pernambuco
  • João Marcílio Aroucha Universidade Federal de Pernambuco
  • Jorge Waked Universidade Federal de Pernambuco
  • Pollyanna Gomes Universidade Federal de Pernambuco
  • Ricardo Eugenio de Melo Universidade Federal de Pernambuco
  • Arnaldo Caldas Júnior Universidade Federal de Pernambuco

DOI:

https://doi.org/10.48208/HeadacheMed.2020.Supplement.75

Keywords:

Português

Abstract

Introdução
As disfunções temporomandibulares (DTM) são um conjunto de desordens articulares e/ou musculares crânio-orofaciais que apresentam etiologia multifatorial, porém, os fatores associados à sua ocorrência em adolescentes ainda não são bem compreendidos.
Material e Métodos
Trata-se de um estudo transversal de base populacional com amostra de 2118 adolescentes e adultos brasileiros. Todos os participantes elegíveis e que concordaram em participar do estudo foram entrevistados e examinados utilizando-se os Critérios diagnósticos para pesquisa em DTM (RDC/TMD). Os dados coletados foram apresentados descritivamente através de distribuições absolutas e percentuais. O teste Qui-quadrado de Pearson foi utilizado para verificar associação entre as variáveis e a força desta associação foi avaliada através da razão de prevalências. A margem de erro adotada foi de 5% e o intervalo de confiança de 95%.
Resultados
Verificou-se que 34,1% da amostra pesquisada apresentou diagnóstico de DTM, sendo a prevalência de 32,9% e 36,4% para adolescentes e adultos, respectivamente. A disfunção obteve maior ocorrência na faixa etária de 45 a 59 anos em adultos e de 10 a 14 anos em adolescentes, no sexo feminino e entre os indivíduos com sintomatologia depressiva. Além disso, foi observado que a prevalência de DTM demonstrou um aumento com a idade, decrescendo a partir dos 60 anos.
Conclusão
A DTM foi altamente prevalente em adolescentes e adultos brasileiros, com associações entre DTM com variáveis relacionadas ao sexo, presença de sintomatologia depressiva e idade foram observadas enquanto que os fatores socioeconômicos estudados não apresentaram relação estatisticamente significativa.

Downloads

Download data is not yet available.

Downloads

Published

30/11/2020

How to Cite

1.
Aguiar C de, Lima LM de, Aroucha JM, Waked J, Gomes P, Melo RE de, Caldas Júnior A. Fatores associados à prevalência de DTM em adolescentes e adultos. HM [Internet]. 2020 Nov. 30 [cited 2021 Jun. 20];11(Supplement):75. Available from: https://headachemedicine.com.br/index.php/hm/article/view/162

Issue

Section

Abstracts

Similar Articles

1 2 3 4 5 6 7 > >> 

You may also start an advanced similarity search for this article.

Most read articles by the same author(s)