Perfil psicossocial de indivíduos com disfunção temporomandibular (DTM) atendidos no projeto de extensão alívio

Authors

DOI:

https://doi.org/10.48208/HeadacheMed.2021.Supplement.20

Keywords:

Disfunção temporomandibular, Biopsicossocial, Multiprofissional

Abstract

Introdução 

As disfunções temporomandibulares (DTM) são condições que frequentemente evoluem para cronicidade e o perfil psicossocial do indivíduo pode contribuir para o seu prognóstico. 

Objetivos

Traçar o perfil psicossocial de pacientes com DTM atendidos no Projeto Multiprofissional de Dor Orofacial da Universidade Federal do Espírito Santo (Alívio). 

Material E Métodos

Trata-se de um estudo descritivo retrospectivo, aprovado no Comitê de Ética em Pesquisa (CAAE: 48433621.1.0000.5060). Foram analisados dados dos pacientes no período de novembro de 2020 a agosto de 2021. 

Para análise do perfil psicossocial tivemos como base: Índice de Qualidade do sono de Pittsburgh (PSQI); Cinesiofobia (TAMPA); Hábitos orais (OBC); Hipervigilância (PVAQ); Catastrofização (PCS), a prática e o tipo de atividade física realizada. Os resultados foram analisados através de média, desvio padrão e frequência.

Resultados

Compuseram a amostra 18 indivíduos dos quais 66,7% apresentaram distúrbio do sono (PSQI); 66,7% apresentavam baixa cinesiofobia (TAMPA), 83,3% demonstraram hábitos orais que representam alto risco em desenvolver DTM (OBC); hipervigilância (PVAQ) com média de pontuação 56,78 (16,3) de um total de 80 pontos; 38,9% foram classificados com baixo nível catastrofização (PCS); 55,6% praticavam atividade física, destes, 33,6% tinham como hábito a prática de caminhada. A análise psicossocial de pacientes com DTM considera aspectos psicológicos e sociais no início e prognóstico desse transtorno. Logo, faz-se necessária uma abordagem psicossocial e multidisciplinar para entender e abordar fatores além dos físicos que repercutem no prognóstico da condição. 

Conclusão

O presente estudo observou que existe uma relação que pacientes com  DTM dispõe de uma predominância de distúrbio do sono, baixa cinesiofobia, hábitos orais relacionados a alto risco de desenvolver DTM, hipervigilância com pontuação média, baixo nível de catastrofização e a prática de atividade física é moderada.

Downloads

Download data is not yet available.

Downloads

Published

11/11/2021

How to Cite

1.
Silvestre NW, Sarcinelli CHC, Cazelli AGP, Santuzzi CH, Souza DAD, Liberato FMG. Perfil psicossocial de indivíduos com disfunção temporomandibular (DTM) atendidos no projeto de extensão alívio. HM [Internet]. 2021 Nov. 11 [cited 2021 Dec. 1];12(Supplement):20. Available from: https://headachemedicine.com.br/index.php/hm/article/view/518

Issue

Section

Abstracts

Most read articles by the same author(s)