Correlação entre medidas psicofísicas de dor e sensibilização central em pacientes com síndrome da dor crônica miofascial da face

Authors

  • Andressa Konzen Slmandic Campinas
  • Pollyanna Ribeiro Slmandic Campinas
  • Antônio Guimarães Slmandic Campinas
  • Wolnei Caumo Slmandic Campinas
  • Luciane Rodrigues Slmandic Campinas

DOI:

https://doi.org/10.48208/HeadacheMed.2020.Supplement.61

Keywords:

Português

Abstract

Introdução
A síndrome dolorosa miofascial (SDM) é uma das causas mais comuns de dor musculoesquelética, acompanhada de limitação de abertura bucal ou desvio em abertura, além da exacerbação da dor em função. Em alguns casos, a perpetuação da dor sugere o envolvimento de uma Sensibilização Central. O objetivo deste trabalho foi avaliar alterações de sensibilidade em indivíduos com a Síndrome da Dor Crônica Miofascial da Face diagnosticados pelo DC/ TMD Eixo I, por meio da verificação do Limiar de Dor à Pressão.
Material e Métodos
O estudo aprovado pelo CEP sob protocolo número 2.655.433 com uma amostra de 40 indivíduos de ambos os gêneros e idade a partir de 18 anos, foi recrutada na Clínica de DTM/Dor Orofacial da Faculdade de Odontologia São Leopoldo Mandic de Campinas-SP, sendo 28 referentes ao grupo de estudo e 12 ao grupo controle. O presente estudo de abordagem quantitativa, descritiva, observacional e transversal, consistiu na aplicação de um estímulo mecânico de pressão por meio de um algômetro. Estas medidas psicofísicas de dor, juntamente com as medidas de amplitude de abertura de boca e força de mordida foram correlacionadas com níveis de Sensibilização Central. Além disso, foram correlacionados dados desses dois grupos e estes também associados à Questionários de Catastrofização de Dor e Questionário de Sono de Pittsburgh. Inicialmente foram realizadas análises descritivas e exploratórias dos dados. A seguir, os dois grupos foram analisados pelo teste Exato de Fisher, teste t de Student, análises de correlação de Pearson e de Spearman. As análises foram realizadas nos programas R e SAS, considerando o nível de significância de 5%.
Resultados
Observou-se diferença significativa no grupo de estudo quanto ao uso de medicamentos, qualidade de sono, menor limiar de dor à pressão com algometria, sensibilização central e catastrofização da dor. Não houve diferença significativa entre os grupos quanto à abertura bucal e força de mordida.
Conclusão
Os resultados encontrados sugerem o envolvimento de uma Sensibilização Central no grupo com SDM e corroboram com estudos que relacionam a SDM a distúrbios de sono e aspectos de catastrofização de dor.

Downloads

Download data is not yet available.

Downloads

Published

30/11/2020

How to Cite

1.
Konzen A, Ribeiro P, Guimarães A, Caumo W, Rodrigues L. Correlação entre medidas psicofísicas de dor e sensibilização central em pacientes com síndrome da dor crônica miofascial da face. HM [Internet]. 2020 Nov. 30 [cited 2021 Jun. 20];11(Supplement):61. Available from: https://headachemedicine.com.br/index.php/hm/article/view/147

Issue

Section

Abstracts

Similar Articles

1 2 3 4 5 6 7 > >> 

You may also start an advanced similarity search for this article.

Most read articles by the same author(s)