Oftalmoplegia dolorosa por infiltração metastática do seio cavernoso: relato de três casos

Authors

  • Gabriel Barros PUC-Campinas
  • Pedro Fortunato PUC-Campinas
  • Danilo Ueno PUC-Campinas
  • Hilton Junior PUC-Campinas
  • João Silva Pontifícia Universidade Católica do Paraná
  • Daniela Gulhote PUC-Campinas
  • Mariana Sukessada PUC-Campinas

DOI:

https://doi.org/10.48208/HeadacheMed.2020.Supplement.40

Keywords:

Português

Abstract

Introdução
Infiltrações metastáticas para as estruturas intracranianas são manifestações tardias e infrequentes dos tumores de cabeça e pescoço. Aqui, relatamos três casos de oftalmoplegia dolorosa secundária ao acometimento do seio cavernoso por carcinoma espinocelular (CEC) de laringe, em dois dos casos, e adenocarcinoma espinocelular da glândula parótida, em um dos casos.
Material e Métodos
A partir das informações extraídas da evolução clínica do paciente, reportamos os casos a fim de aumentar a visibilidade e a importância da compreensão dos casos de metástases tumorais para o seio cavernoso, resultando em oftalmoplegia. A divulgação dos dados foi autorizada pela paciente mediante Termo de Consentimento Livre e Esclarecido (TCLE).
Resultados
Homem, 47 anos, apresenta dor retro-orbitária e oftalmoplegia progressiva 5 meses após ressecção de CEC de laringe e radioterapia local. Paciente vem a óbito após dois meses. Homem, 44 anos, 9 meses após exérese de CEC de laringe e posterior radioterapia, apresenta-se com dor severa e paralisia do NC VI esquerdo. Após 2 meses, houve intensificação da dor e o paciente faleceu em 1 mês. Em ambos os casos, os pacientes foram submetidos à ressecção cirúrgica do CEC de laringe e à radioterapia local. Nos exames de imagem, foi evidenciado o acometimento do seio cavernoso. Mulher, branca, 67 anos, com massa tumoral na região préauricular esquerda. Realizada biópsia, evidenciou-se adenocarcinoma espinocelular da glândula parótida. Após parotidectomia total, foi realizada remoção do gânglio cervical supra-omohióideo. Após a cirurgia, o paciente recebeu radioterapia por 3 meses. Dezoito dias após o fim da sessões, a paciente se queixou de cefaleia frontal e temporal direita, mais intensa na região retro-orbital. Após um mês, iniciou-se o desenvolvimento da síndrome do seio cavernoso completa, sendo que o NC VI direito foi o primeiro a ser acometido. Nesse período, uma RNM cerebral revelou um lesão hipointensa na imagem ponderada em T1 e hiperintensa em T2, com hipersinal periférico, no seio cavernoso direito, sugestivo de metástase. A paciente recebeu quimioterapia, mas evoluiu a óbito um mês depois.
Conclusões
Nos pacientes com oftalmoplegia dolorosa as hipóteses mais comuns são a neuropatia diabética e síndrome de Tolosa-Hunt. O envolvimento do seio cavernoso pode ser a primeira evidência de uma doença distante de cabeça e pescoço. Apesar do mau prognóstico, cuidados paliativos devem ser considerados.

Downloads

Download data is not yet available.

Downloads

Published

30/11/2020

How to Cite

1.
Barros G, Fortunato P, Ueno D, Junior H, Silva J, Gulhote D, Sukessada M. Oftalmoplegia dolorosa por infiltração metastática do seio cavernoso: relato de três casos. HM [Internet]. 2020 Nov. 30 [cited 2021 Jun. 20];11(Supplement):40. Available from: https://headachemedicine.com.br/index.php/hm/article/view/126

Issue

Section

Abstracts

Similar Articles

1 2 3 4 5 6 7 > >> 

You may also start an advanced similarity search for this article.

Most read articles by the same author(s)