Correlação entre hábitos parafuncionais, ansiedade e estresse em estudantes universitários

Authors

  • Leandro Luiz Andrade São Leopoldo Mandic
  • Francisco Silva São Leopoldo Mandic
  • Antônio Guimarães São Leopoldo Mandic
  • Luciane Rodrigues São Leopoldo Mandic

DOI:

https://doi.org/10.48208/HeadacheMed.2020.Supplement.20

Keywords:

Hábitos Parafuncionais, Ansiedade, Estresse, Universitários

Abstract

A vida acadêmica é caracterizada por um ambiente estressante e degrande ansiedade no qual os acadêmicos têm a responsabilidade de aprender uma profissão e preparar-se para um futuro profissional incerto. A ansiedade e o estresse são fatores psicossociais que podem causar hiperatividade muscular e o desenvolvimento de hábitos parafuncionais, podendo levar a DTM. Esta pesquisa transversal, aprovada pelo Comitê de Ética e Pesquisa com Seres Humanos da Faculdade São Leopoldo Mandic sob o parecer nº 3.967.804 e da Universidade Estadual do Norte do Paraná sob o parecer nº 4.000.015, foi composta por uma amostra de 174 alunos, divididos entre os 5 anos de graduação, que preencheram uma Ficha Clínica, a Lista de Verificação dos Comportamentos Orais, o Inventário de Ansiedade Traço – Estado, a Escala de Estresse Percebido e o Questionário de Triagem para DTM. Após a aplicação dos critérios de exclusão, a amostra passou para 138 indivíduos, sendo que 46 responderam afirmativamente a duas ou mais questões do questionário de Triagem para DTM. Dentre os hábitos parafuncionais, os mais prevalentes foram mastigar chicletes; dormir em uma posição que coloque pressão sobre a mandíbula e colocar a mão na mandíbula como se estivesse apoiando ou segurando o queixo. Foi adotado um nível de significância estatística de 95% nas análises estatísiticas. O Coeficiente de Correlação de Spearman mostrou que todas as correlações foram significativas (p<0,05) e que quanto maior os valores de Ansiedade (Traço-Estado) e Estresse, maior era a frequência de Hábitos Parafuncionais, entretanto, as correlações foram consideradas fracas. Conclui- se que gestores das instituições de ensino superior, bem como os profissionais envolvidos com questões psicopedagógicas, e até mesmo os docentes deveriam refletir sobre o ambiente universitário, de modo a conhecer melhor as características de cada aluno, buscando promover a articulação de estratégias e ações que visem o auxílio aos educandos, para que esses possam enfrentar as dificuldades diárias, de modo efetivo, visando assim a redução da ansiedade e do estresse, promovendo uma melhoria em suas qualidades de vida, fator esse que pode contribuir para um maior aproveitamento da própria formação acadêmica.

Downloads

Download data is not yet available.

Downloads

Published

30/11/2020

How to Cite

1.
Andrade LL, Silva F, Guimarães A, Rodrigues L. Correlação entre hábitos parafuncionais, ansiedade e estresse em estudantes universitários. HM [Internet]. 2020 Nov. 30 [cited 2021 Jun. 20];11(Supplement):20. Available from: https://headachemedicine.com.br/index.php/hm/article/view/105

Issue

Section

Abstracts

Most read articles by the same author(s)