NEURALGIA DE ARNOLD

Processos degenerativos, infecciosos, inflamatórios, tumorais, traumáticos ou deformações congênitas das estruturas da região cervical alta ou da zona de transição crâniocervical podem acarretar o aparecimento de dores na região occipital, por vezes com propagação para o pescoço (áreas de inervação das raízes C2 e C3), de início insidiosas ou subagudas, contínuas ou intermitentes, desencadeadas ou agravadas por movimentação ativa ou passiva da coluna cervical. Há dor à pressão dos nervos occipitais e/ou das estruturas ósseas da coluna cervical, hiperestesia no território neural, podendo se encontrar, ainda, contratura muscular de defesa. Alguns pacientes experimentam, concomitantemente, sensações vertiginosas, náuseas e vômitos.


BAIXE O ARTIGO (Download the Article)
Clique Aqui (Click Here)